A senhora Augusta Dummont acabou falecendo aos setenta e oito anos. Simplesmente desabou sobre as pernas naquele fim de 1985. Deixou para trás seu velho sobrado e o respeito incondicional dos habitantes da pequena Cidade, mas também um segredo nefasto, guardado num baú de horrores escondido em seu porão.

 

Desavisados e curiosos, os três garotos da rua Dez acabam libertando toda a maldade que a velha havia trancafiado no cômodo secreto debaixo de sua casa, trazendo de volta do Relicário da Maldade o pior dos habitantes simplórios e caricatos do pequeno lugarejo.

 

Ambientado no meio dos anos 1980, Relicário da Maldade é uma homenagem aos livros, filmes, músicas e todo tipo de histórias fantásticas que moldaram a adolescência daquela década.

 

Do frescor do rock nacional tocado nas rádios, gravados em fitas cassete quando o locutor parava de falar, às sessões de cinema com monstros pegajosos, alienígenas flutuando em bicicletas na frente da lua ou livros em que animais mortos reviviam ao serem enterrados em cemitérios indígenas. Vamos, não tenha medo. Não ainda. Vire logo a primeira página e desça até aquele porão para olhar bem lá dentro do baú.

Assista ao booktrailer de Relicário da Maldade

Relicário da maldade
na Estante Diagonal!

Assista à resenha de Relicário da maldade no canal Estante Diagonal. Dá lá uma espiada no que foi que a Joi achou do livro!

EstanteDiagonal.jpg

Relicário da maldade em versão eBook

Você pode ler
Relicário da maldade no seu Kindle, tablet ou celular, disponível na Amazon!

Clique na imagem:

bannerAmazon.jpg

Dê uma espiada em algumas das resenhas de
Relicário da maldade
pela Web.

É só clicar num dos links dos sites abaixo:

Banner estante Diagonal.jpg

Vamos conversar um pouco?

Nos textos do Blog estão minhas impressões sobre livros, filmes, séries, ferramentas de criação de histórias...

Deixe lá sua opinião sobre o post da vez e vamos dividir livros e histórias com todo mundo!

Noites de tempestade
e outros contos

Que tal conhecer alguns contos e áudio-contos gratuitamente?

Confira as duas sessões para ter acesso aos contos mais recentes tanto da coletânea Noites de tempestade quanto a novos contos, sempre que forem publicados.

Pompílio_-_capa_audioconto.jpg

© 2020 Jefferson Sarmento